Dygran Contabilidade
Dygran Contabilidade
Home Empresa Downloads Legislação Notícias Links Tabelas Consultas Agenda Serviços Fotos Contato
Cadastre-se Suporte Online


CONTRIBUIÇÃO DO INSS
Tabela de contribuição para segurados contribuinte individual e facultativo para pagamento de remuneração a partir de janeiro de 2015 (Decreto 8.381/2014)
Salário-de-contribuição (R$)
Alíquota para fins de recolhimento ao INSS (%)
788,00
5,00*
788,00
11,00**
de 788,00 (valor mínimo) até 4.390,24 (valor máximo)
20,00

Importante:
O contribuinte individual que, no mesmo mês, prestar serviços a empresas e, concomitantemente, a pessoas físicas ou exercer atividade por conta própria deverá, para fins de observância do limite máximo de salário-de-contribuição, recolher a contribuição incidente sobre a remuneração recebida de pessoas físicas ou pelo exercício de atividade por conta própria somente se a remuneração recebida ou creditada das empresas não atingir o referido limite.
Observação:
* Alíquota exclusiva do microempreendedor individual e do segurado (a) facultativo que se dedique exclusivamente ao trabalho doméstico no âmbito de sua residência. Lei 12.470 de 31 de agosto de 2011 - DOU de 01/09/2011.

* Plano Simplificado - Lei Complementar 123, de 14/12/2006.

Tabela de contribuição dos segurados empregado, empregado doméstico e trabalhador avulso, para pagamento de remuneração a partir de
JANEIRO DE 2015 (Portaria Interministerial MPS/MF nº 13, de 09/01/2015)
SALÁRIO-DE-CONTRIBUIÇÃO (R$)
ALÍQUOTA PARA FINS DE RECOLHIMENTO AO INSS (%)
até R$ 1.399,12
8,00%
de R$ 1.399,12 até R$ 2.331,88
9,00%
de R$ 2.331,88 até R$ 4.663,75
11,00%
  • Notas:
    Sempre que ocorrer mais de um vínculo empregatício para os segurados empregado e doméstico, as remunerações deverão ser somadas para o correto enquadramento na tabela acima, respeitando-se o limite máximo de contribuição. Esta mesma regra se aplica às remunerações do trabalhador avulso.
  • Quando houver pagamento de remuneração relativa a décimo terceiro salário, este não deve ser somado a remuneração mensal para efeito de enquadramento na tabela de salários-de-contribuição, ou seja, aplicar-se-á a alíquota sobre os valores em separado.
VALOR DO SALÁRIO FAMÍLIA
A PARTIR DA COMPETÊNCIA JANEIRO/2015
Para Salários até 725,02............................................................. R$ 37,18
Para Salários de 725,02 até 1.089,72 ........................................... R$ 26,20
Acima de 1.089,72 ........................................... Não tem direito a cota

Auxílio Reclusão

O auxílio reclusão, a partir de 1º/01/2014, será devido aos dependentes do segurado cujo salário-de-contribuição seja igual ou inferior a R$ 1.025,81, independente da quantidade de contratos e atividades exercidas.

(Portaria Interministerial MPS/MF nº 13, de 09/01/2015)


© 2008 Dygran Contabilidade. Todos os direitos reservados. - Fone: (44) 3031-6900 - E-mail: contabilidade@dygran.com.br
Endereço:
Av Nildo Ribeiro da Rocha, 1295 - Gleba Ribeirão Pingüim - CEP 87.005-160 - Maringá – PR